Câmara promove bate-papo sobre Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio

Como parte da Semana Municipal de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio, a Câmara Municipal de Bragança Paulista realizará um bate-papo sobre o assunto, na próxima segunda-feira, 11 de setembro, no auditório do legislativo, a partir das 16h. Antônio Bugalu é o autor do Projeto de Lei 24/17, que deu origem à Semana. A lei foi sancionada em 7 de agosto de 2017 pelo prefeito Jesus Chedid e faz alusão ao Setembro Amarelo, mês de conscientização sobre a importância de abordar a questão do suicídio.

Participam da troca de experiências a médica psiquiatra residente do Hospital Dia, Luiza Marques de Oliveira, a terapeuta ocupacional Andreia Teixeira, o psicólogo Maruan Moufid Doher (a convite do vereador Moufid Doher) e o ex-policial e ex-vereador Jorge Luís Martin.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, ou uma a cada 45 minutos, o que faz do país o oitavo com mais suicídios do planeta.

Um dossiê da nova/sb, por meio do Comunica Que Muda (CQM) fez uma análise da questão do suicídio a partir do que se fala nas redes sociais.  No geral, o jogo Baleia Azul estava na maior parte das menções, com 59,9%. A série 13 Reasons Why, ficou com 26,6%. As menções sobre depressão somaram 7,7%, enquanto os comentários intolerantes em relação ao suicídio ficaram com 4,1%. Outros assuntos somaram 1,7%.

O estado que concentrou a maior parte das menções nos dois meses da pesquisa foi o Rio de Janeiro, com 27,5% do total. Na sequência, São Paulo, com 17,9%, e Minas Gerais, com 9,9%. Também tiveram destaque o Pará (5,6%), o Rio Grande do Sul (5,5%) e Santa Catarina (4,8%).

No Brasil, os idosos apresentam as maiores taxas, com oito suicídios para cada 100 mil habitantes, segundo dados do Mapa da Violência. A causa mais comum, com aproximadamente 70% dos suicídios nessa fase, é a depressão, muitas vezes não diagnosticada ou tratada inadequadamente.

Ainda segundo o Mapa da Violência, entre 2002 e 2012, o total de suicídios passou de 7.726 para 10.321, um aumento de 33,6%, o triplo da taxa de crescimento da população, que ficou em 11,1%. São 5,3 casos para cada 100 mil habitantes. O índice fica acima do de outras formas de mortes violentas no mesmo período, como homicídios (2,1%) e acidentes de trânsito (24,5%).

O dossiê pode ser acessado na íntegra em: http://dossie.comunicaquemuda.com.br/suicidio. O evento na Câmara Municipal é aberto a toda comunidade e será no auditório, localizado na Praça Hafiz Abi Chedid, 125, Jardim América e também podendo ser acompanhado também por meio da transmissão via internet no site www.camarabp.sp.gov.br.