Violência contra a pessoa idosa ganha dia para conscientização no município

Por Rafa Barbosa

Na 26ª sessão ordinária da Câmara Municipal, que ocorreu no dia 1º de agosto, foi aprovado por unanimidade, em segundo turno, o Projeto de Lei de autoria do vereador Basílio Zecchini, que institui o Dia Municipal de Conscientização e Combate da Violência contra a Pessoa Idosa.

Em entrevista à Nova Norte, o vereador conta como surgiu a ideia de protocolar o projeto. “Esse projeto surgiu a partir de uma solicitação da presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa que veio atrás e como eu sou advogado, a OAB estadual também pediu para dar uma atenção a este tema, porque a violência contra a pessoa idosa, infelizmente, está muito presente na sociedade. Não só a violência física, como também a psicológica e financeira. São vários tipos de violência que precisam ser combatidos e as pessoas precisam estar alertas”, explica.

Enquanto tramitava nas comissões, houve uma sugestão para que as atividades com relação ao tema fossem realizadas durante a Semana Municipal da Pessoa Idosa, celebrada no mês de outubro e instituída pela Lei nº 3623, de 07 de abril de 2004. Porém, Zecchini explica o porquê essa conscientização deve ser realizada no dia 15 de junho.

“A Semana da Pessoa Idosa é uma semana festiva com relação ao idoso. Já essa data visa justamente conscientizar com relação a violência, então o tema é diferente, o enfoque é outro e por isso a necessidade de ter uma data específica, que inclusive é a data que a ONU definiu”, conclui.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho, foi criado em 2006 por uma iniciativa da Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa e da Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de criar uma consciência social e política da existência desse tipo de violência.